Você está em HomeVida CristaEncontrar Deus do outro lado da rua
Vida Crista

Encontrar Deus do outro lado da rua

Encontrar Deus do outro lado da rua

Você já imaginou encontrar Deus do outro lado da rua, ou na esquina da sua casa? Imagine se deparar com um Deus totalmente pessoal e interessado em lhe conhecer como está agora.

É comum encontrarmos na rua pessoas conhecidas, amigos, parentes ou aquela pessoa que você sabe moradora da sua rua ou do seu bairro.  

Acredito que a depender da pessoa que encontrarmos teremos diferentes reações. Deixe-me te relatar uma experiência ao encontrar uma pessoa desconhecida que insistia em dizer que me conhecia.

Eu apressava o passo para cruzar a avenida antes que o farol abrisse novamente para os carros.

No meio da travessia, um individuo do outro lado da avenida, efusivamente me acenava. Este dizia que eu havia sumido, ao mesmo tempo que perguntava por onde eu havia andado.

Olhei rapidamente para o sujeito, mas eu não o conhecia, mesmo assim esforçava-me, tentando lembrar de onde nos conhecíamos.

Nada, nem a mais vaga lembrança. Conclui, que definitivamente, eu não conhecia aquela pessoa.

Prosseguia a minha jornada, tentando esquivar-me do individuo, que já considerava um louco e inoportuno.

Como reagir ao encontrar Deus

Pois eu receio que não queiramos esbarrar com Deus numa circunstância tão inesperada quanto esta.

Aceitamos prazeirosamente um Deus mitológico, não pessoal, que esteja presente somente nas pregações que ouvimos ou nos relatos bíblicos.

Este conhecimento superficial já é o suficiente para a maioria de nós. Mas sigamos adiante.

encontrar Deus do outro lado da rua
Encontro feliz de duas amigas na rua. Stock Footage – VideoBlocks

Deus é um de nós

Você já considerou que Deus pode se apresentar como “um de nós?” Pelo menos esta é a afirmativa da canção One of us, da cantora norte-americana Joan Osborne, lançada em meados da década de 90 em seu álbum Relish.

A canção traz um ritmo transmissível, propondo que se acaso Deus vivesse entre nós, seria um homem simples e desajeitado, retornando para casa depois de um dia longo e cansativo.

Na sequencia uma quadra da canção.

Se Deus tivesse um nome, qual seria?
E você chamá-lo a sua cara?
Se você encontrasse com ele em toda a Sua glória
O que você perguntaria se você tivesse apenas uma pergunta?

Ele encontrou Deus do outro lado da rua

O evangelho de João relata a história de um homem que era cego desde o nascimento. Jesus teve um breve diálogo com os seus discípulos a respeito da condição da criatura.

Em seguida, Ele fez lodo e ungiu os olhos do cego, mandando-o lavar-se no tanque de Siloé. O homem foi e voltou curado de sua cegueira física.

Quando Jesus decidiu curar o deficiente visual, o fez afirmando “ser ele a luz do mundo”. Agora o homem estava curado fisicamente. Havia um alvoroço na cidade a respeito da nova condição da criatura.

Este só sabia duas coisas: Que tinha sido cego e que um homem chamado Jesus o havia curado. Nada mais sabia, inclusive ignorando o fato de haver encontrado a Deus.

Ele ainda não estava com os olhos espirituais abertos, então quando encontrou Jesus, no dialogo com este disse: “quem é ele senhor para que nele creia?” Jesus afirma ao homem que já havia sido visto por ele.

Então, diante de todas as discussões que envolveu a sua cura, o curado crê em Jesus e o adora.

A reação dos fariseus

É uma idéia perturbadora essa de encontrar Deus do outro lado da rua. Receio que assim como os fariseus, não aceitamos um encontro pessoal com um Deus vivo e pulsante que queira mudar a nossa vida para melhor.

Rejeitamos enfaticamente mudanças, até mesmo as que achamos boas.

Mas, caso você encontrar Deus do outro lado da rua, você estará disposto a deixar compromissos e celebrar o encontro como se Ele fosse a pessoa mais importante da sua vida?

Você está disposto a deixar Ele encerrar seu ciclo ciclo de achismos e com seu amor, trazer novas perspectivas para a sua vida?

Temas Relacionado:

Não é seguro ou pacífico encontrar Deus, mas é o único jeito de se encontrar como pessoa. Fora Dele as relações sociais são baseadas na mentira, há falsa identidade, exagero, sombras e muitas dúvidas.

Nele há densidade, profundidade e uma incrível nova percepção do humano. Encontrar Deus é ter a oportunidade de se fazer gente, ser em Cristo suficiente.

Leia mais:
salvação
Qual o significado da salvação (soteriologia)

Fechar