Estudo Bíblico

Os quatro serafins na visão de Ezequiel

quatro serafins
Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam

Hoje, vamos apresentar as razões universais da razão dos evangelhos, a lembrança e cuidado de Deus com toda a criação. A palavra de Deus afirma que  o testemunho da presença do Criador se revela e manifesta-se através dos seres viventes e elementos da natureza (não confundir com o agnosticismo). Com a queda do homem, a criação também sofreu os efeitos. Conforme a Epístola aos Romanos, ela também será beneficiada com a redenção do homem. Vamos analisar a visão dos quatro serafins por Ezequiel.

“Sabemos que até mesmo as coisas da natureza, como os animais e as plantas, sofrem na doença e na morte enquanto esperam esse tão grande acontecimento.

E mesmo nós, os cristãos, embora tenhamos o Espírito Santo em nós como uma amostra, que nos permite conhecer o sabor da glória futura, também gememos para ser libertados da dor e do sofrimento.” (Rm 8. 22,23 – Bíblia Viva – Ed. Mundo Cristão)

Os evangelhos são fontes de bênçãos para toda a criação como comprova os versículos acima citados. Em Gênesis encontramos Deus estabelecendo uma aliança com toda a criação (Gn 9. 9,17).

Séculos mais tarde Ezequiel notou em uma visão, um arco-iris rodeando o Trono de Deus (Ez 1. 1 e ss), simbolizando a aliança de Deus com a terra.

Os quatro serafins na visão de Ezequiel

Os quatro serafins na visão de Ezequiel expõe o cuidado de Deus com a humanidade. Singularmente os evangelhos estão ligados à terra abrangendo à toda a criação. Outra vez solicitamos o apoio do Pr. J. Sidlow Baxter: “Esses quatro serafins na visão de Ezequiel são, de todos os seres criados, os mais próximos do Trono de Deus e devemos compreender que eles expressam, portanto, mais exatamente a semelhança da natureza divina.

Os quatro rostos de cada serafim e todas as demais características simbólicas tem como propósito manifestar-nos o ser divino e seus atributos. O ponto mais destacado e surpreendente é a revelação da natureza moral de Deus.

Os evangelhos indiscutivelmente destaca um dos quatro aspectos, a fim de que os quatro registros correspondam respectivamente, é uma destas obras artísticas do desígnio divino nas Escrituras que podemos somente admirar” (Acompanhe os quadros).

Quadro nº 1

EvangelhoApresentaçãoFiguraAssociaçãoRevelaçãoFunção de Cristo
MateusReiLeãoForçaSoberaniaReinar
MarcosServoBoiTrabalhoHumildadeServir
LucasHomemHomemInteligênciaHumanidadeConsolar
JoãoFilho de DeusÁguiaMistérioDivindadeRevelar

Quadro nº 2 – Revelação do número aplicado a Gn. 10.5,20, 31; Ap. 5.9

Pontos CardeaisNorteSulLesteOeste
EstaçõesInvernoOutonoPrimaveraVerão
DimensõesAlturaProfundidadeLarguraComprimento
ElementosTerraArFogoÁgua
Famílias da terraFamíliasLínguasPaísesNações

Confira Gn. 10.5, 20, 31; Ap. 5.9

Quadro n° 3 – Relação do número aplicado à Cristo

LeãoFeras Selvagens
BoiAnimais domésticos
HomemHumanidade
ÁguiaPássaros

Na finalização deste estudo fazemos votos que a palavra de Deus tenha se apresentado mais elucidativa para você, mal terminamos e já estamos com um tema palpitante 06 fatos que você precisa saber sobre o cristão orar no monte.

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Leia mais:
lázaro
Entrevista com Lázaro de Betânia, o ressurreto

Fechar