Você está em HomeEstudo BíblicoOs quatro serafins na visão de Ezequiel
Estudo Bíblico

Os quatro serafins na visão de Ezequiel

quatro serafins
Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam

Hoje, vamos apresentar as razões universais da razão dos evangelhos, a lembrança e cuidado de Deus com toda a criação. A palavra de Deus afirma que  o testemunho da presença do Criador se revela e manifesta-se através dos seres viventes e elementos da natureza (não confundir com o agnosticismo). Com a queda do homem, a criação também sofreu os efeitos. Conforme a Epístola aos Romanos, ela também será beneficiada com a redenção do homem. Vamos analisar a visão dos quatro serafins por Ezequiel.

“Sabemos que até mesmo as coisas da natureza, como os animais e as plantas, sofrem na doença e na morte enquanto esperam esse tão grande acontecimento.

E mesmo nós, os cristãos, embora tenhamos o Espírito Santo em nós como uma amostra, que nos permite conhecer o sabor da glória futura, também gememos para ser libertados da dor e do sofrimento.” (Rm 8. 22,23 – Bíblia Viva – Ed. Mundo Cristão)

Os evangelhos são fontes de bênçãos para toda a criação como comprova os versículos acima citados. Em Gênesis encontramos Deus estabelecendo uma aliança com toda a criação (Gn 9. 9,17).

Séculos mais tarde Ezequiel notou em uma visão, um arco-iris rodeando o Trono de Deus (Ez 1. 1 e ss), simbolizando a aliança de Deus com a terra.

Os quatro serafins na visão de Ezequiel

Os quatro serafins na visão de Ezequiel expõe o cuidado de Deus com a humanidade. Singularmente os evangelhos estão ligados à terra abrangendo à toda a criação. Outra vez solicitamos o apoio do Pr. J. Sidlow Baxter: “Esses quatro serafins na visão de Ezequiel são, de todos os seres criados, os mais próximos do Trono de Deus e devemos compreender que eles expressam, portanto, mais exatamente a semelhança da natureza divina.

Os quatro rostos de cada serafim e todas as demais características simbólicas tem como propósito manifestar-nos o ser divino e seus atributos. O ponto mais destacado e surpreendente é a revelação da natureza moral de Deus.

Os evangelhos indiscutivelmente destaca um dos quatro aspectos, a fim de que os quatro registros correspondam respectivamente, é uma destas obras artísticas do desígnio divino nas Escrituras que podemos somente admirar” (Acompanhe os quadros).

Quadro nº 1

EvangelhoApresentaçãoFiguraAssociaçãoRevelaçãoFunção de Cristo
MateusReiLeãoForçaSoberaniaReinar
MarcosServoBoiTrabalhoHumildadeServir
LucasHomemHomemInteligênciaHumanidadeConsolar
JoãoFilho de DeusÁguiaMistérioDivindadeRevelar

Quadro nº 2 – Revelação do número aplicado a Gn. 10.5,20, 31; Ap. 5.9

Pontos CardeaisNorteSulLesteOeste
EstaçõesInvernoOutonoPrimaveraVerão
DimensõesAlturaProfundidadeLarguraComprimento
ElementosTerraArFogoÁgua
Famílias da terraFamíliasLínguasPaísesNações

Confira Gn. 10.5, 20, 31; Ap. 5.9

Quadro n° 3 – Relação do número aplicado à Cristo

LeãoFeras Selvagens
BoiAnimais domésticos
HomemHumanidade
ÁguiaPássaros
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Na finalização deste estudo fazemos votos que a palavra de Deus tenha se apresentado mais elucidativa para você, mal terminamos e já estamos com um tema palpitante 06 fatos que você precisa saber sobre o cristão orar no monte.

Leia mais:
maturidade
Marcas de maturidade em líderes cristãos

Fechar