Vida Crista

A Teoria das Janelas quebradas no combate a criminalidade

Teoria das janelas quebradas

Um exemplo que vale a pena conhecer: Em três anos, o número de delitos em Nova Iorque foi reduzido à metade. O índice de homicídios é o menor dos últimos 30 anos. Para isso, foi utilizada a teoria das janelas quebradas: resolver os problemas enquanto ainda são pequenos. Dois criminologistas da Universidade de Harvard, James Wilson e George Kelling, publicaram a teoria das “janelas quebradas” em The Atlantic, em março de 1982.

A teoria baseia-se num experimento realizado por Philip Zimbardo, psicólogo da Universidade de Stanford, com um automóvel deixado em um bairro de classe alta de Palo Alto (Califórnia).

Durante a primeira semana de teste, o carro não foi danificado. Porém, após o pesquisador quebrar uma das janelas, o carro foi completamente destroçado e roubado por grupos vândalos, em poucas horas. De acordo com os autores, caso se quebre uma janela de um edifício e não haja imediato conserto, logo todas as outras serão quebradas. Algo semelhante ocorre com a delinquência.

A teoria começou a ser aplicada em Boston, onde Kelling, assessor da polícia local, recebeu a incumbência de reduzir a criminalidade no metrô – um problema que afastava muitos passageiros, gerando um prejuízo de milhões de dólares.

O metrô foi o primeiro laboratório para provar que, se “arrumassem as janelas quebradas”, a delinquência seria reduzida. A polícia começou a combater os delitos menores.

Aqueles que entravam sem pagar, urinavam ou ingeriam bebidas alcoólicas em público, mendigavam de forma agressiva ou que pichavam as paredes e trens eram detidos, fichados e interrogados. As pichações eram apagadas na hora, e os “artistas” não podiam admirá-las por muito tempo.

Após vários meses de campanha, a delinquência no metrô foi reduzida em 75% e continuou caindo de ano para ano. Após o sucesso no metrô e nos parques, foram aplicados os mesmos princípios em outros lugares e em outras cidades. Não se afirma que os resultados obtidos sejam exclusivos destas medidas, mas a experiência de Nova Iorque repercutiu em todo o país.

Grandes resultados se alcançam com pequenos gestos. Tendo a iniciativa apresentado sucesso em Nova Iorque, pode perfeitamente bem ser aplicada no seu bairro, na sua rua, melhorando o aspecto de onde você mora.

Como melhorar o aspecto da sua rua

Ações de zeladoria como reparo da sua calçada, reboco e pintura dos muros da sua casa. Faça o descarte do lixo nos dias e horários de coleta, não utilize a calçada do seu vizinho para descarte. Ninguém gosta de ver sujeira na sua porta, use de princípios de cidadania e pense no bem comum.

Temas Relacionado:

Não havendo um local comum de descarte, deixe o saco de resíduos junto a sua calçada, firmemente amarrado. Evite acidentes, embale instrumentos cortantes como lâmpadas, vidros ou objetos pontiagudos em jornal.

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Leia mais:
redes sociais
Razões para os cristãos usarem as redes sociais

Fechar